sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Acusado de matar PM da CAERC é executado horas depois de sair da prisão.

                                 


Marcus Vinícius dos Santos de Bacelos, acusado de matar o policial militar da CAERC, Eloísio dos Santos Andrade foi assassinado no final da tarde desta quinta-feira (26/01).
Informações preliminares dão conta de que Marcos foi morto dentro de um carro modelo Classic em frente o semáforo da Av. Juracy Magalhães que dá acesso a Rua Saturnino José Soares.
Segundo testemunhas, dois homens armados teriam parado em uma moto ao lado do carro do pai de Marcus Vinícius, que esperava o sinal abrir ao lado da esposa e do filho no banco de trás. Os homens abriram a porta do carro e dispararam contra Marcus.  O pai do rapaz ainda parou o carro e tentou ajudar o filho, mas resolveu seguir para o Hospia 
Vinicíus foi levado pelo pai ainda com vida para o Hospital de Base, mas não resistiu e morreu na entrada do Pronto Socorro.
O acusado e agora vítima, recebeu um alvará de soltura da Justiça de Ilhéus na quarta-feira (25). A princípio, os detentos do presídio Ariston Cardoso não deixaram que ele saísse afirmando que a saída dele seria uma “cilada”.
O oficial de Justiça da 1ª Vara Crime de Ilhéus, Sílvio Campelo Rocha, foi até o local para cumprir o alvará de soltura, foi ameaçado pelos detentos. As ameaças teriam partido de Ricardo Silva de Almeida e Claudinei Mota. Os dois disseram que se algo acontecesse a Marcus Vinícius, eles matariam o oficial. Sílvio Rocha registrou uma queixa na 7ª COORPIN e informou ao Juiz do caso.
(Radar Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário